Links de Acesso

Guterres é "preparadíssimo e como se fosse brasileiro", diz ministro José Serra

  • Redacção VOA

Jose Serra, ministro brasileiro das Relações Exteriores

Jose Serra, ministro brasileiro das Relações Exteriores

Chefe da diplomacia brasileira considera o futuro secretário-geral a pessoa "adequada no mundo" para dirigir a ONU.

O ministro brasilieiro das Relações Exteriores afirmou nesta quinta-feira, 6, que o antigo primeiro-ministro de Portugal Antonio Guterres, indicado para suceder o sul-coreano Ban Ki-moon como secretário-geral da Organização das Nações Unidas é "preparadíssimo" e a pessoa "adequada no mundo" para dirigir a ONU.

José Serra fez esta afirmação em Brasília após uma reunião no Palácio do Planalto entre ele, o Presidente da República, Michel Temer, e o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro.

"Já mandei uma carta pessoal que ele respondeu, inclusive de madrugada. Guterres, para nós, é como se fosse um brasileiro. Já temos essa relação com Portugal, de maneira que ficamos muito felizes. Ele é preparadíssimo", afirmou o ministro.

Serra disse acreditar que a questão dos refugiados na Europa será um dos temas mais importantes durante a gestão de Guterres e ressaltou o facto de ele ter chefiado o Acnur, a agência da ONU responsável pelos refugiados, entre 2005 e 2015.

António Guterres foi indicado formalmente hoje pelo Conselho de Segurança para o cargo de secretário-geral da ONU e será referendado eventualmente na próxima semana pela Assembleia Geral.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG