Links de Acesso

Guineenses reagem positivamente aos resultados da mesa redonda

  • Lassana Casamá

Analista Tony Tcheca alerta para a boa gestão das ajudas e fim de intrigas políticas nos órgãos do Estado.

Os guineenses reagem positivamente ao apoio financeiro conseguido pelo Governo para a execução do seu Plano Estratégico e Operacional - Visão 2025, apresentado ontem, 26, aos parceiros internacionais em Bruxelas.

“Chegou numa boa hora”, é assim que o analista guineense, António Soares Lopes (Tony Tcheca), qualificou o desembolso de 1,5 mil milhões de dólares, conseguidos pelas autoridades governamentais da Guiné-Bissau na mesa redonda de Bruxelas, que reuniu 70 delegações de países e organizações internacionais.

Na opinião de Tony Tcheca, a reação da comunidade internacional representa uma resposta clara à visão programática e estratégica do Governo guineense.

Não obstante ter reconhecido que se pode falar mesmo em sucesso, sobretudo nesta primeira fase, devido ao montante que ultrapassou as expectativas, aquele analista chama a atenção para a aplicação rigorosa e criteriosa dos fundos conseguidos.

Tony Tcheca alerta ainda ser preciso impulsionar o diálogo institucional e erradicar o clima da intriga política que tem infestado os órgãos do poder de Estado.

Para aquele observador, a resposta da comunidade internacional deve ser direcionada para a preservação da realidade cultural da Guiné-Bissau, como um elemento importante para o desenvolvimento do país.

XS
SM
MD
LG