Links de Acesso

Guiné-Bissau: Diplomata americana visita procurador-geral

  • Lassana Casamá

Karen Smid quis apurar o que é que o escritório do procurador-geral está a fazer em prol dademocracia no país.

A responsável dos assuntos democráticos e dos direitos humanos do departamento de estado americano, Karen Smid, esteve na Guiné- Bissau numa visita de cortesia para apurar o que é que o procurador-geral guineense está a fazer em prol da democracia naquele país.

A visita acontece numa altura em que muito se fala da decisão do ministério público, através do novo procurador-geral de proibir quaisquer declarações sobre casos de assassinatos políticos sob investigação, incluindo o consumado golpe de estado de 12 de Abril passado.



É que para algumas opiniões, a medida visa tão-somente calar vozes críticas a estes acontecimentos, que, aliás, no passado bem recente serviram de argumentos políticos para afrouxar o governo deposto.

Karen Smid quis com esta visita, que qualificou de cortesia, apurar o que é que o escritório do Procurador-geral da República está a fazer para a democracia no país.

De referir que Washington tem em muitas ocasiões manifestado o seu apoio para a investigação e conclusão dos processos de assassinatos políticos ocorridos no país nos últimos três anos e para isso tinha prometido enviar para Bissau um procurador de justiça.
XS
SM
MD
LG