Links de Acesso

Guiné-Bissau: PAIGC reúne com presidente e outros partidos

  • Lassana Casamá

Sede do PAIGC em Bissau

Sede do PAIGC em Bissau

Na Guiné Bissau o PAIGC – partido que controlava o poder antes do golpe de estado de Abril último – iniciou uma série de contactos que fazem aumentar a expectativa de uma possível reconciliação com o “ governo de transição” que controla o governo com apoio dos militares golpistas.



Não se sabe, por enquanto, até onde vão os propósitos destas últimas investidas políticas e diplomáticas do PAIGC.

Na Terça-feira o PAIGC recebeu na sua sede o Representante Permanente da União Africana, o São-tomense Ovídio Pequeno, tendo de seguida reunido com a Aliança Democrática, uma formação política com expressão parlamentar.

Já Quarta-feira o PAIGC desenvolveu um encontro de cinco horas com o Presidente da República, Manuel Serifo Nhamadjo.

Todas estas movimentações deixam, entretanto, transparecer sinais que visam alguma mudança no actual xadrez político e governativo da Guiné-Bissau, mas Aristides Ocante da Silva, uma das figuras que está a dirigir a delegação de contacto do PAIGC, descarta esta possibilidade, afirmando que o objectivo das audiências vai no sentido de discutir e esclarecer ao fundo o conteúdo do Memorando do Partido, datado de 20 de Julho recente, o qual descreve o entendimento do PAIGC, quanto ao período de transição e as projectadas eleições gerais.

Esse memorando disse ele foi enviado a todos.

Aristides Ocante da Silva nega que os encontros tenham a ver com a uma hipotética pressão do PAIGC com objectivo de fazer mudanças políticas no presente período de transição.

O “Governo de Transição”, inspirado do movimento político da então Oposição Democrática, reuniu-se Terça-feira com o Fórum dos Partidos Políticos.

O encontro decorreu a porta fechada, sem que dele tenha transparecido algo a respeito do conteúdo analisado.
XS
SM
MD
LG