Links de Acesso

Guiné-Bissau: Responsável da ONU termina visita

  • Lassana Casamá

António Patriota foi categórico reafirmando a vontade da Comunidade Internacional de ver cumprido o calendário eleitoral.

O presidente da Comissão de Apoio para Consolidação da Paz das Nações Unidas, onde estão inscritos cinco países africanos, Guine-Conakry, Libéria, Serra leoa, Burundi e República Centro africana, terminou sua visita a Bissau.
Foi uma visita de cinco dias. António Patriota esgotou a sua agenda por ter reunido com diferentes figuras do actual executivo de transição na Guiné-Bissau, estruturas ligadas directamente ao processo eleitoral, assim como com representantes de organizações internacionais sedeadas no país.

Nestas ocasiões o diplomata brasileiro transmitiu uma mensagem uniforme a todos os seus interlocutores.

De referir que esta mensagem, referida por Patriota, consta também da última declaração do Presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, em Dezembro último, na qual salientava ainda que a importância da Consolidação da Paz e Estabilidade na Guiné-Bissau, não passa apenas pelo respeito a ordem constitucional ou ao processo eleitoral, mas sim pelas reformas judiciais, no sector da defesa e segurança, neste particular, com a cessação da interferência dos militares nos assuntos civis.

António Patriota foi ainda categórico em reafirmar a vontade da Comunidade Internacional em ver cumprido o calendário eleitoral, ou seja, que as eleições gerais tenham lugar no dia 16 de Março deste ano.

Advertência diplomática do Embaixador brasileiro ao serviço das Nações Unidas, António Patriota, no termo da sua visita de cinco dias a Bissaua convite do Escritório Integrado da ONU para a Consolidação da Paz no país, chefiado pelo Premio Nobel de Paz, o timorense José Ramos Horta.
XS
SM
MD
LG