Links de Acesso

Na Guiné-Bissau, o dia de hoje é de reflexão


Cidade de Bissau

Cidade de Bissau

Na Guiné-Bissau, o dia de hoje é de reflexão com os cerca de 750 mil eleitores a se preparem para as eleições de amanhã que deverão por um ponto final no período de transição que se arrasta há dois anos.

A Comissão Nacional de Eleições diz estar pronto para o acto de amanhã, os mais de 400 observadores internacionais estão espalhados pelos principais círculos de país e os candidatos esperam pelos resultados das urnas.

Há exactamente dois anos, a 12 de Abril de 2012, os militares interromperam o processo eleitoral depois da primeira volta para as eleições presidenciais com um golpe.

Desde então, à excepção da Cedeao e de alguns países vizinhos, a maior parte da comunidade internacional impôs sanções à Guiné-Bissau e pressionou o Governo de Transição a realizar eleições.

Para o efeito, a comunidade internacional mobilizou milhões de dólares e depois de três semanas de campanha, os 13 candidatos presidenciais e 15 partidos políticos terminaram ontem os seus contactos com o eleitoral apelando ao voto de todos no domingo.

A Comissão Nacional de Eleições diz estar pronta para o acto de amanhã.

As cerca de 3.300 mesas de voto estão apetrechadas com os equipamentos e materiais necessários e, segundo apurou a Voz da América junto de uma fonte daquele orgão, estão a ser envidados esforços para que os resultados sejam apresentados cerca de 24 horas após o fecho das urnas.

No terreno também já se encontram os mais de 400 observadores internacionais que vieram acompanhar as eleições.

Os últimos a chegar foram os americanos, com pouco mais de uma dezena.

O antigo presidente de Cabo Verde António Mascarenhas Monteiro lidera a missão de informação e contactos da Organização Internacional da Francofonia e, em entrevista à Voz da América, disse que a comunidade internacional está desejosa de ajudar a Guiné-Bissau logo que regressar à normalidade constitucional.

Em Bissau a calma é total e aguarda-se agora pela abertura das urnas amanhã, 13 de Abril, às 7 horas da manhã. A votação termina às 17 horas.
XS
SM
MD
LG