Links de Acesso

Preços sobem em Bissau durante o Ramadão

  • Lassana Casamá

Exchange Rate

Exchange Rate

Na Guiné-Bissau, regista-se uma subida de preços dos produtos essenciais no mercado interno que atinge os 50 por cento.

Na base desta especulação, ao que a VOA apurou, está o período de Ramadão, mês sagrado dos muçulmanos.

É assim todos os anos.

Os guineenses, sobretudo, os fiéis muçulmanos, são obrigados a puxar ao máximo dos bolsos para poder aguentar os 30 dias de jejum, com despesas fora do limite, devido à especulação dos preços dos produtos essenciais, nomeadamente, açúcar, óleo alimentar, cebola e mais.

Perante a procura, a oferta tornou-se limitada e os comerciantes aproveitaram-se para tirar maior proveito económico, sem que para isso se regista alguma reacção da autoridade reguladora, neste caso a Inspeção Geral do Comércio.

Em face da realidade, quase que tradicional, a VOA ouviu diferentes opiniões, em particular de mulhers, que assim expressaram as suas inquietações.

Acompanhe a reportagem feita no interior de um dos mercados mais frequentados da capital.

XS
SM
MD
LG