Links de Acesso

Guiné-Bissau e Nações Unidas têm novo acordo de parceria

  • Lassana Casamá

A Guiné-Bissau e as Nações Unidas concluíram nesta quinta-feira, 28 um novo acordo de parceria.

O documento centra as suas prioridades nas áreas da defesa, segurança e justiça, estabilidade e o Estado de direito, participação democrática e o acesso equitativo a oportunidades.

As Nações Unidas e o Governo guineense concordam em centrar-se na promoção do crescimento económico inclusivo e sustentável, promoção da redução da pobreza, emprego decente, a segurança alimentar, e a transformação estrutural da economia.

Até 2020, o programa perspectiva linhas de acesso equitativo e sustentável ao programa de saúde, nutrição, HIV/ SIDA, água, saneamento e higiene, educação e serviços de protecção de qualidade para todos os cidadãos, especialmente os mais marginalizados e vulneráveis.

Ainda neste novo quadro de parceria, as duas partes privilegiam promover a gestão sustentável do ambiente e dos recursos naturais, gestão de riscos e prevenção de desastres pelas instituições públicas, organizações da sociedade civil e do sector privado.

Aliás, para o Representante do Secretário-geral das Nações Unidas em Bissau, Miguel Trovoada, "tudo agora vai depender da colaboração entre o Governo e o as agências do Sistema da ONU em Bissau".

Fonte da ONU informou à VOA que “o quadro de parceria exprime igualmente o empenho do Executivo e da equipa das Nações Unidas em reforçar progressivamente a operacionalização da abordagem «Unidos na Acção», capitalizando assim as lições aprendidas e as boas práticas com a execução do Plano-Quadro das Nações Unidas para Ajuda ao Desenvolvimento 2008-2012.

O novo acordo quadro de parceria é orçado em cerca de 400 milhões de dólares, estando já disponível 20 por cento do montante.

XS
SM
MD
LG