Links de Acesso

Guiné-Bissau: Missão internacional chega ao país

  • Lassana Casamá

Edifício da Assembleia Nacional da Guiné-Bissau

Edifício da Assembleia Nacional da Guiné-Bissau

Esta é a segunda Missão Conjunta de Avaliação integrando União Africana, Nações Unidas, União Europeia, CEDEAO e CPLP.

Encontra-se já em Bissau uma Missão Conjunta de Avaliação à Guiné-Bissau numa altura em que o país já tem data marcada para eleições gerais de Novembro.
Esta é a segunda Missão Conjunta de Avaliação à Guiné-Bissau, uma missão que integra representantes da União Africana, Nações Unidas, União Europeia, CEDEAO e CPLP. A primeira missão, aconteceu em Dezembro de 2012.

Sob a coordenação da União Africana, a missão vai trabalhar com outras organizações internacionais e representantes diplomáticos residentes em Bissau, diferentes interlocutores da sociedade civil, partidos políticos, e membros do Governo e Presidente de Transição.

No fundo, vão avaliar-se os últimos desenvolvimentos políticos, isto é a formação do actual governo inclusivo, derivada da assinatura de acordos políticos e a marcação de eleições gerais para Novembro deste ano.

E, em função disso, a missão tem vários encontros marcados até quinta-feira. Hoje esteve reunido com o novo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Fernando Delfim da Silva, reunião a saída da qual, o chefe da missão, El Ghassim Waine, reafirmou o engajamento e o apoio da comunidade internacional quanto a realização de eleições gerais na Guiné-Bissau.

E justamente sobre o escrutínio, El Ghassim Waine, igualmente Director do Departamento de Paz e Segurança da União Africana, sustenta este engajamento, enquanto factor essencial para fazer voltar o país à normalidade constitucional e perante um evento eleitoral justo e transparente.
XS
SM
MD
LG