Links de Acesso

Guiné Equatorial suspende pena de morte para entrar na CPLP


Guine Equatorial Teodro Obiang

Guine Equatorial Teodro Obiang

A suspensão da pena de morte, em vigor há três dias na Guiné Equatorial, conclui o roteiro exigido pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para a adesão do país ao bloco lusófono, pedida em 2010.

O país liderado por Teodoro Obiang é observador da CPLP desde 2006, mas a adesão como membro pleno foi condicionada nas cimeiras de Luanda e de Maputo por se considerar que o país não cumpria os requisitos necessários.

Uma moratória sobre a pena de morte era uma das condições, a par da promoção do uso da língua portuguesa, para a entrada da Guiné Equatorial, estabelecidas pelo bloco lusófono na cimeira de Luanda, em 2010. O país deverá entrar para a organização em Julho na cimeira de Dili.
XS
SM
MD
LG