Links de Acesso

Greve de professores na Lunda Norte sem solução à vista

  • Redacção VOA

Escolas encerradas há mais de um mês; UNITA solidària com "homens do giz"

Na Lunda norte milhares de crianças estão de férias há muitas semanas. São contudo férias forçadas devido a uma greve de professores que se arrasta há mais de uma mês.




Salários, subsídios em atraso eo pagamento de bónus a razão da greve que tem passado despercebida.

José Mateus Zecamutchima, da Comissão do Protectorado das Lundas, uma organização que luta pela autonomia da região e que tem estado a acompanhar a situação disse que o governo provincial ameaçou agora os professores com despedimentos.

A polícia de intervenção foi colocada em algumas das escolas, disse Zecamutchima e isso faz perigar o modo pacífico como tem decorrido a greve.

Ele apelou ao governo provincial apra estabelecer o diaólogo com os professores. Pois quem está a ser afectado são as crianças.

O presidente da UNITSA Isaás Samakuva está na Lunda Norte e segundo um comunicado deste partido ele Solidarizou-se com os professores da Lunda Norte que estão em greve.

Samakuva responsabilizou o Executivo por não oferecer “aos homens do giz” as condições materiais para o seu bom desempenho.
XS
SM
MD
LG