Links de Acesso

Governo do Sudão do Sul declara fome em algumas regiões

  • Redacção VOA

País está em conflito há três anos

País está em conflito há três anos

Agências da ONU falam em um milhão de pessoas há beira da fome

O Governo do Sudão do Sul declarou situação de fome em algumas regiões do Estado de Unidade, no centro-norte do país e reconhece que 100 mil pessoas não têm alimentos.

As Nações Unidas indicam que mais de 1 milhão de pessoas estão à beira da fome em consequência da guerra civil e do colapso económico.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o Fundo da ONU para a Infância (Unicef) e o Programa Mundial de Alimentação (PMA) querem medidas urgentes para evitar a morte de mais pessoas.

Aquelas agências revelam que os três anos de conflito prejudicaram a produção agrícola e os meios de subsistência rurais em todo o país.

A situação piorou ainda mais desde o recrudescimento da violência em Julho de 2016.

A taxa anual de inflação aumentou em até 800 por cento e a falha nos mercados das áreas mais dependentes do comércio para atender às necessidades alimentares agravaram ainda mais aquela que é pior catástrofe humanitária desde o início do conflito há mais de três anos no mais jovem país do mundo.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG