Links de Acesso

Governo e Renamo fazem pausa nas negociações

  • Redacção VOA

Encontro entre Nyusi e Dhlakama sem data

Encontro entre Nyusi e Dhlakama sem data

As duas partes vão analisar os pontos de divergência.

Pela segunda vez desde que uma equipa de mediadores internacionais tenta conseguir um acordo entre o Governo de Moçambique e a Renamo, na oposição, que ponha termo à crise militar as duas partes pedem uma suspensão nas conversações.

Governo e Renamo vão analisar em separado os pontos da agenda e regressam à mesa de negociações a 10 de Outubro.

"Esta pausa vai servir para a análise dos assuntos que já estão na mesa", afirmou aos jornalistas nesta sexta-feira, 30, em Maputo, coordenador dos mediadores, Mario Raffaelli.

Em cima da mesa, estão a exigência da Renamo em governar nas seis províncias do centro e norte do país em que foi o partido mais votado nas eleições gerais de 2014 e o fim dos confrontos entre o exército e o braço armado do partido liderado por Afonso Dhlakama.

A suspensão acontece nas vésperas de mais um aniversário da assinatura do Acordo Geral de Paz de 1992, que se assinala a 4 de Outubro, e que é classificada por Raffaelli “como uma pausa oportuna e que coincide com uma data importante".

Apesar dessa suspensão de 10 dias, a subcomissão que prepara um pacote legislativo sobre a descentralização continuará os seu trabalhos.

Nem a Renamo nem o Governo pronunciaram-se sobre o assunto.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG