Links de Acesso

Governo e Unita divergem sobre Cabinda

  • Alvaro Ludgero Andrade

Aeroporto Cabinda

Aeroporto Cabinda

Ministro da Defesa diz não haver guerra, secretário provincial da Unita contradiz.

O secretário provincial da Unita em Cabinda contradiz as afirmações do ministro angolano da Defesa João Lourenço que considerou ser apenas mediática a suposta guerra em Cabinda. Estevão Neto, da Unita, diz haver guerra entre os combatentes da Flec e as Forças Armadas que atacam as populações.

Em declarações à Angop, o ministro da Defesa disse que a situação em Angola é estável e que não há guerra em Cabinda.

"Por vezes, ficamos com a ideia que não. Uma vez que as ditas forças independentistas de Cabinda optam pela 'guerra' mediática. Se nós seguirmos as redes sociais a 'guerra' mediática continua, mas enquanto for só a este nível não nos preocupa muito", disse João Lourenço.

Segundo o titular da pasta da Defesa, a preocupação recai apenas para factos reais e não para situações sem reflexos no terreno. Lourenço admitiu, no entanto, haver grupos baseados em países vizinhos, que procuram realizar uma ou outra acção, mas que são prontamente neutralizadas forças armadas.

Estevão Neto, secretário provincial da Unita, tem outra leitura e diz que o Governo continua a transportar material de guerra para Cabina.

Em conversa com a Voz da América, Neto apontou lugares onde há conflitos e respoonsabiliza o ministro e o MPLA pela situação no enclave.ediática nas redes sociais.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG