Links de Acesso

Governo e Renamo ultimam acordo sobre observadores internacionais

  • Alvaro Ludgero Andrade

Paz em Moçambique

Paz em Moçambique

O financiamento missão dos observadores internacionais será garantido pelo Governo de Moçambique mas não foi revelado o montante em causa.

O Governo de Moçambique e a Renamo chegaram a acordo sobre a composição da missão de observação de paz que visa colocar um ponto final nos conflitos armados que se arrastam há um ano no país.

África do Sul, Botswana, Zimbabwe, Quénia, Cabo Verde, Portugal, Itália, Grã-Bretanha e Estados Unidos são os nove países que deverão integrar a missão.

Entretanto, amanhã, 4, as duas delegações pretendem chegar a acordo sobre o tempo de permanência dos observadores estrangeiros, uma exigência da Renamo que foi aceite pelo Governo depois de muitas rondas negociais.

O Governo propõe um prazo de três meses enquanto a Renamo defende seis meses.

Os observadores internacionais terão a missão de presenciar o processo de cessação das hostilidades militares, desmilitarização da Renamo e integração económica e social dos seus homens.

O financiamento da missão dos observadores internacionais será garantido pelo Governo de Moçambique mas não foi revelado o montante em causa.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG