Links de Acesso

Moçambique evita falar de resgate pelo pesqueiro Vega 5

  • William Mapote

Piratas somalis mantêm reféns moçambicanos a bordo do Vega 5

Piratas somalis mantêm reféns moçambicanos a bordo do Vega 5

Ministro das Pescas diz que é preciso prudência para salvaguardar vida dos reféns

O governo de Moçambique diz não ter sido contactado pelos sequestradores do navio de pesca “Vega 5”, retido há 42 dias por piratas somalis.

Numa entrevista concedida, esta sexta-feira, à Voz da América, o ministro das Pescas, Victor Borges, nega conhecimento de qualquer contacto oficial ou pedido de resgate, contrariamente ao avançado na imprensa moçambicana.

Segundo o ministro, que lidera o gabinete de acompanhamento ao processo, o governo e as autoridades espanholas, através da sua embaixada em Maputo, estão em estreita colaboração e atentos para intervir, “logo que haja desenvolvimentos concretos”.

Victor Borges disse que a prioridade do governo é resgatar, com vida, os 19 moçambicanos que fazem parte da tripulação do “Vega 5” e assegura que, caso surjam pedidos de resgate, serão avaliados em momento próprio.

Depois de salientar que são, em geral, os armadores, e não os governos, que recebem propostas de resgates dos piratas, o ministro salientou ser necessária prudência para salvaguardar as vidas dos reféns.

A embarcação “Vega 5” propriedade da empresa Efripel - que estava a ser operado pela companhia moçambicana Pescamar - foi sequestrada no dia 28 de Dezembro de 2010 em águas próximo da ilha de Madagáscar, com 24 tripulantes a bordo, entre os quais 19 moçambicanos e dois espanhóis.

Clique na barra abaixo, ou na que antecede este texto, para ouvir a entrevista com o ministro das Pescas.

XS
SM
MD
LG