Links de Acesso

Governo da Lunda Norte corta salàrios a sindicalistas

  • João Santa Rita

Greve de professores prossegue sem solução á vista

As autoridades na Lunda Norte não pagaram os salários de Junho de sindicalistas envolvidos na greve de professores que dura há quase dois meses.




O sindicalista José Abreu Tambatamba disse à Voz da América que as autoridades locais disseram ainda que poderão eliminar dos registos os nomes desses professores.

A greve não parece estar em vias de solução e já levou o governador a acusar partidos políticos da oposição de estarem a incitar a greve.

Os partidos e os próprios sindicalistas negaram as acusações. A UNITA, a CASA CE e o PRS, que tinham sido especificamente acusados pelo governador disseram que a sua acusação era uma tentativa de esconder a sua incompetência.

Tambatamba disse que as autoridades estavam a tentar intimidar os professores e que a polícia de intervenção rápida tinha sido enviada para o local no Dundo onde membros do sindicato se tinham reunido com os professores.

Um professor tinha sido preso mas foi subsequentemente libertado
XS
SM
MD
LG