Links de Acesso

Governo da África do Sul acusado de violar acordo com Moçambique

  • Simião Pongoane

Jacob Zuma

Jacob Zuma

Em causa acordo de 1964 para moçambicanos trabalharem nas minhas da África do Sul.

O Governo da África do Sul é acusado de violar o acordo de fornecimento de mão-de-obra à indústria mineira assinado com Moçambique ha mais de 50 anos.

Pretória reconhece estar a ser pressionado por organizações sindicais para privilegiar o recrutamento de jovens das comunidades locais para a indústria mineira, em detrimento dos estrangeiros.

Como justificação, é apresentado o facto de o país ter um elevado índice de desemprego que ronda os 25 por cento da forca de trabalho activa.

Mais de cinco milhões de jovens estão desempregados.

Na verdade já não há recrutamento de jovens moçambicanos como previsto no acordo assinado em 1909 e revisto em 1964.

Nos últimos 20 anos tem havido uma redução gradual dos trabalhadores moçambicanos nas minas da Africa do Sul, rondando actualmente nos 32 mil trabalhadores, contra os cerca de 100 mil antes da independência do país.

O delegado do Ministerio do Trabalho, Emprego e Seguranca Social de Moçambique na África do Sul, Adelino Espanha Muchenga, diz que pelo menos deve haver substituição dos trabalhadores que morrem em acidentes de trabalho.

Cerca de 70 trabalhadores moçambicanos morrem por ano em acidentes de trabalho e por doenças.

“Algumas organizações sindicais aqui na África do Sul têm defendido o princípio de que também têm os seus filhos que precisam de trabalho, disse Espanha Muchenga, num encontro com trabalhadores mineiros preocupados com a situação.

Entretanto, o coordenador geral das comissões dos trabalhadores moçambicanos na Africa do Sul Victor Cossa acredita que os Chefes de Estado de Moçambique e da Africa do Sul vão resolver o problema.

“Na verdade é uma situação preocupante. Muitos trabalhadores moçambicanos, sem formação académica, consideravam o trabalho nas minas como solução para a pobreza absoluta”, afirmou Victor Cossa, defendendo um encontro entre Filipe Nyusi e Jacob Zuma.

Refira-se que há famílias moçambicanas que dependem exclusivamente do trabalho nas minas da África do Sul.

Com a falta de novos recrutamentos, a oportunidade de emprego fica mais complicada.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG