Links de Acesso

Direcção da Educação diz que sindicatos pagarão aos professores em greve em Benguela

  • João Marcos

Professores do Centro de Formação Profissional de Benguela entram em greve

Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Não Superior ameaça recorrer à Organização Internacional do Trabalho

Os promotores da greve dos professores estão dispostos a recorrer à Organização Internacional do Trabalho para contrapor às ‘’ameaças’’, e dizem que, na verdade, andam em greve desde 2010.

Em Benguela, a Direcção Provincial da Educação diz que serão os sindicatos que convocaram a greve a pagar os descontos salariais aos professores que estiverem de braços cruzados.

A estrutura governativa ameaça até com processos judiciais, mas o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Não Superior revela que a greve leva já algumas horas, devendo, como previsto, ser prolongada até sexta-feira.

O secretário provincial, Vitorino da Silva, lembra que os mentores da paralisação vão recorrer a instâncias internacionais para contrapor penalizações sem respaldo na lei.

“O que nós estamos a lutar vale mais do que estes três dias, isto porque os professores já estão em greve há seis anos, pelo menos do ponto de vista psicológico e pedagógico, Não há motivação’’, refere Silva

Por seu lado, o director da Educação, Samuel Maleze, garante que “o professor que estiver ausente vai ter falta, se for possível, nós aplicamos a nossa lei, fazemos descontos e, em caso de reclamação, o sindicato é que repõe o dinheiro’’.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG