Links de Acesso

Governo aposta na produção de café no Kwanza Sul

  • Fernando Caetano

O Governo da província do Kwanza-Sul decidiu apostar fortemente na produção do café que, neste momento, ocupa uma extensão aproximada de 18 mil hectares produzidos.

Esta produção, no entanto, é mínima quando comparada com os números da época colonial.

O Governo e a fazenda Gravidade, na localidade das Salinas do Amboim, rubricaram um acordo para a plantação de três milhões de mudas em estufa.

De momento, a fazenda já dispõe de 160 mil mudas de plantas de café.

O director do café no Kwanza-Sul Magalhães Alfredo Lourenço disse que a aposta do Governo é séria e "o sector tem que apoiar e aplaudir para incentivar o surgimento de mais empresas privadas na produção de mudas".

Uma equipa multissectorial identificou na comuna da Amboiva no Seles 500 hectares que serão fraccionados em quatro hectares cada para os antigos combatentes, que, desta forma, serão integrados na vida produtiva.

A previsão é de produzir 10 milhões de mudas até 2017.

A responsável da fazenda Gravidade Célia Luís Llanes mostrou-se preocupada com o clima da região, mas acredita que é possível aumentar a produção.

O governador Eusébio de Brito Teixeira considera que o programa visa “primeiramente potenciar as famílias para a sua autosuficiência alimentar”:

Teixeira anunciou a intenção do governo da província em lançar brevemente o projecto “Semente”, virado essencialmente para incentivar a juventude a dedicar-se mais à actividade agrícola.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG