Links de Acesso

Governo angolano refaz OGE de 2015

  • Isaías Soares

Kwanzas angolanos

Kwanzas angolanos

Conselho de Ministros reúne-se na sexta-feira, 6.

O Conselho de Ministros vai rever na próxima sexta-feira, 6, o Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2015 com base aos novos preços do barril de petróleo no mercado internacional.

O ministro da Administração do Território Bornito de Sousa Baltazar Diogo fez o anúncio hoje, 4, durante a cerimónia das comemorações do 54º aniversário do início da luta de libertação nacional, 4 de Fevereiro, no município de Kiwaba-Nzoji, província de Malanje.

A diversificação das fontes de receitas para a economia nacional é a nova premissa do Executivo angolano, disse o governante ao reconhecer as potencialidades dos solos, dos cursos de água e da própria beleza da natureza que exploradas contribuem para satisfazer as necessidades da sua população.

“E não depender apenas do dinheiro do preço do petróleo, ao invés de estarmos a importar muitos dos produtos nalguns casos temos que começar a produzir para comermos ou para utilizarmos dentro do país e também produzir outros produtos para exportar”, precisou.

O governante reconheceu “que gastamos muito dinheiro com o arroz, para comprar arroz lá fora precisamos de dinheiro, divisas, onde é que sai este dinheiro? Saia do petróleo”, referiu, defendendo “agora que o petróleo baixou onde é que sai o dinheiro para comprarmos o arroz lá fora? torna-se difícil”.

O ministro da Administração do Território Bornito de Sousa hoje no município de Kiwaba-Nzoji, a 95 quilómetros a norte de Malanje, aceitou que o mesmo “podemos produzir aqui no nosso país, mesmo aqui no songo podemos produzir arroz, temos muitas localidades em Angola, no Moxico, no Uíge, no Kwanza-Sul, temos muitas localidades em que podemos produzir arroz”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG