Links de Acesso

Governo angolano nega conflito de interesses de Bornito de Sousa

  • Redacção VOA

Constituição não proíbe ministros de se candidatarem, diz secretário de Estado

Não há qualquer impedimento a que Bornito de Sousa continue como ministro da Administração do Território e candidato à vice-presidência do país, garantiu o secretário de Estado para os Assuntos Institucionais daquele ministério nesta sexta-feira, 24.

Adão de Almeida disse que as críticas que estão a ser feitas a esse acumular de funções é "uma deficiente interpretação da Constituição sobre esta matéria”.

“Portanto o que está a ser dito não encontra na Constituição angolana qualquer respaldo", sublinhou o secretário de Estado aos jornalistas no final de uma reunião de avaliação do registo eleitoral.

Para Almeida, não há também qualquer problema ético porque “o que é ético é cada um ser responsável e consequente para com as suas competências”.

O governante concluiu que "isso tem sido feito ao longo dos tempos pelo Ministério da Administração do Território”.

A situação de Bornito de Sousa foi tema de debate do programa Angola Fala Só desta sexta-feira, 24.

Eleitores registados

Entretanto, o secretário de Estado para os Assuntos Institucionais do Ministério da Administração do Território revelou que cerca de oito milhões de cidadãos efectuaram o registo eleitoral, dos quais dois milhões são novos votantes.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG