Links de Acesso

Governador ao novo dirigente do Lobito: Não pense que é patrão

  • João Marcos

Aspecto da cidade do Lobito

Aspecto da cidade do Lobito

Administrador que foi demitido recusa-se a comentar as razões da sua saída

O antigo administrador da cidade angolano do Lobito, Amaro Ricardo recusou-se a comentar as razões do seu afastamento, aparentemente ligadas aos preparativos e reacção às enxurradas que deixaram centenas de famílias sem casa.

o antigo administrador do Lobito diz não ter ouvido o governador Isaac Dos Anjos justificar a sua exoneração com as consequências das chuvas.

Mesmo que tivesse conhecimento, não emitia qualquer declaração, uma vez que os seus princípios disciplinares assim determinam.

«Não ouvi, e mesmo que tivesse ouvido não tinha respondido, por uma questão de disciplina pessoal”, disse.

“ A missão está cumprida, por isso saio satisfeito pois deixo uma das melhores cidades de Angola», acrescentou.

Na cerimónia de tomada de posse do novo administrador Alberto Ngongo, o governador Isaac dos Anjos fez notar outras “dificuldades” sentidas por Amaro Ricardo.

«A cidade tem empresas grandes e essa foi uma das grandes dificuldades do Dr. Amaro”, disse o governador acrescentando que essas empresas “estão protegidas por decreto, para que não sejam molestadas pelo administrador”.

“É difícil um administrador contar com o apoio destas empresas», acrescentou

Ao novo administrador, faz questão de enviar alguns recados, mas não deixa de encorajá-lo.

O governador aconselhou ainda o novo administrador a precaver-se contra sentimentos de grandeza afirmando que na sua missão “o nosso patrão nos faz pensar que nós é que somos o patrão e, ao fim do dia, faz perceber que, afinal, éramos apenas um empregado”.

“Tenha cuidado, porque podemos, no fundo, ser parte da cadeia mais fraca”, disse.

“ Mas até o dia do despacho da sua exoneração, você é o chefe», acrescentou.

Em resposta, Alberto Ngongo prometeu não defraudar as expectativas

«Os projectos estruturantes em curso no nosso município devem ser fiscalizados” disse.

“Temos de saber se os contractos estão a ser cumpridos, dando cobertura aos objectivos traçados pelo Senhor governador», acescentou

Jone de Carvalho e Maria Calesso, para as esferas Técnica e Económica, são os administradores adjuntos do município do Lobito.

XS
SM
MD
LG