Links de Acesso

Georges Chikoty e John Kerry reúnem-se em Washington

  • VOA Português

John Kerry e Georges Chikoty

John Kerry e Georges Chikoty

O encontro acontece no dia 16 e serão abordadas questões ligadas à segurança marítima, operações de manutenção de paz, comércio e energia.

O ministro das Relações Exteriores de Angola Georges Chikoty avista-se na próxima terça-feira, 16, em Washington com os secretário de Estado americano John Kerry.

Fontes diplomáticas disseram à VOA, que Kerry e Chikoty vão discutir a parceria estratégica entre os dois países e poderão também abordar questões ligadas à segurança marítima, operações de manutenção de paz, comércio e energia.

O encontro surge numa altura em que há sinais evidentes do aprofundamento das relações entre Angola e os Estados Unidos.

John Kerry visitou Angola em Maio deste ano e posteriormente afirmou que Angola joga “um papel de liderança em África”.

Os Estados Unidos têm mostrado interesse em que Angola possa assumir um papel maior na manutenção da paz na África Central e Ocidental, bem como uma maior coordenação da segurança marítima na zona do Golfo da Guiné, onde têm aumentado os actos de pirataria.

No mês passado, durante a apresentação das cartas credenciais do novo embaixador angolano em Washington, o presidente Obama disse que os Estados Unidos reconhecem e apreciam a posição de liderança que Angola assumiu no continente, particularmente na Conferência Internacional na Região dos Grandes Lagos (CIGRL) e na Comunidade Económica da África Austral (SADC).

Obama sublinhou, na ocasião ainda, que “desde o estabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países em Maio de 1993, a cooperação bilateral não se resume apenas ao comércio, mas também através de um compromisso para a paz e segurança regionais".

As mesmas fontes disseram que durante a sua estada em Washington, o ministro Georges Chikoty vai avistar-se com o enviado especial americano para a região dos Grandes Lagos Russ Feingold e com a secretária de Estado Assistente para os Assuntos Africanos, Linda Thomas Greenfield.

O facto de Angola ter sido recentemente eleito como membro não-permanente do Conselho de Segurança da ONU faz também com que haja da parte de Washington um maior desejo em coordenar acções diplomáticas que possam a vir a ser debatidas naquele órgão.

Aliás, na segunda-feira, 15, está previsto um encontro entre a secretária americana de Estado Assistente para as Organizações Internacionais e as Nações Unidas Sheba Crocker e o representante permanente de Angola Junto das Nações Unidas, o embaixador Ismael Gaspar Martins.

Segundo as fontes da Voz da América nessa reunião será discutida a agenda de trabalho do conselho de segurança par ao próximo ano.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG