Links de Acesso

"General Filó" esperado para depor no caso Cassule e Kamulingue

  • Coque Mukuta

Kamulingue e Cassule

Kamulingue e Cassule

Julgamento é retomado esta terça-feira, 24.

O julgamento do "caso Isaías Cassule e Alves Kamulingue2 é retomado amanhã, 24, no Tribunal Provincial de Luanda e acredita-se que na audiência serão ouvidos José Peres Afonso, mais conhecido por "General Filó", e Albertos Santos, duas peças importantes no processo.

Aquando das investigações, a Direcção Nacional de Investigação Criminal(DNIC) deteve por mais de 100 dias Alberto Santos, que esteve com Isaías Cassule no dia do rapto. Ele denunciou ter sido obrigado a acusar a Unita como estando na origem do desaparecimento dos activistas Cassule e Kamulingue.

Salvador Freire, membro da equipa de advogados da família de Cassule e Kamulingue, e presidente da Associação Cívica Mãos Livres, disse à VOA ser prematuro adiantar a data do fim deste julgamento, que já dura mais de um ano.

Freire lembra, no entanto, que os dois declarantes vão ajudar a esclarecer os autores morais dos assassinatos “Acredito que vão levar o tribunal a encontrar os autores morais da morte dos activistas”, frisou o advogado.

Questionado se o "General Filó" vai comparecer no tribunal, Freire, respondeu que o tribunal tudo fez para que ele esteja lá amanhã: “É uma das partes que o tribunal pretende encontrar para se encontrar a verdade material”, disse.

Recorde-se que estão a ser julgados nove presumíveis autores das mortes dos activistas Cassule e Kamolingue, em Maio de 2012 em Luanda.

Segundo informações postas a circular na altura, as vítimas foram mortas em separado: Cassule foi espancado e largado no rio Bengo, num local frequentado por jacarés, e Kamulingue foi morto com um tiro na cabeça.

XS
SM
MD
LG