Links de Acesso

Garimpeiros locais devem ter licenças do Estado, defende a Casa-CE

  • Redacção VOA

Mortes na Lunda Norte provocam reacções da oposição.PRS diz que onze pessoas morreram nos confrontos da semana passada

Partidos da oposição criticaram fortemente a morte de várias pessoas na Lunda Norte durante confrontos recentes entre garimpeiros e a polícia.

Na passada semana a Polícia admitiu a morte a tiro de dois cidadãos por alegadamente se terem rebelado contra os seus efectivos em serviço nas zonas de extracção de diamantes enquanto testemunhas admitem terem morrido mais de 10 pessoas.

O porta-voz do PRS Joaquim Nafoia disse que 11 pessoas morreram enquanto o porta-voz da Casa-CE, Lindo Bernardo Tito disse que a sua organização pondera a possibilidade de levar o caso ao Parlamento .

O dirigente da Casa-CE sugere a aprovação de uma lei que autorize a extracção artesanal de diamantes por cidadãos locais, por se tratar da sua única fonte de subsistência.

O porta-voz do PRS disse que os incidentes foram causados por empresários locais em conluio com responsáveis do Governo visando desalojar os garimpeiros das zonas de extração de diamantes mais produtivas .

Joaquim Nafoia afirmou que o Presidente da República é o único responsável pelas mortes ocorridas.

Por seu turno, o secretário para os Assuntos Políticos do Bloco Democrático Luis Fernandes do Nascimento disse que os últimos incidentes na região confirmam as denúncias do jornalista Rafael Marques sobre o envolvimento no negócio de diamantes de altas figuras do Governo angolano.

O político diz que o que se passou no Cuango foi “ uma autentica chacina”.

XS
SM
MD
LG