Links de Acesso

Frelimo continua a denunciar proposta de regiões autónomas


Afonso Dhlakama e Filipe Nyusi

Afonso Dhlakama e Filipe Nyusi

Paúnde foi mais longe ao dizer que as coisas não podem ser feitas segundo a vontade do líder da Renamo porque o país tem leis.

Em Moçambique, apesar dos encontros entre o Presidente da República e o líder da Renamo na semana passada em que foi abordada a proposta da criação de regiões autónomas, alguns sectores da Frelimo continuam a dizer que a ideia não tem pernas para andar.

Em conferência de imprensa em Nampula Filipe Paúnde, membro da brigada central da Frelimo, descartou mais uma vez a possibilidade de se criarem regiões autónomas em Moçambique, alegando que as eleições de 15 de Outubro do ano passado não foram regionais, nem provínciais, mas sim nacionais.

Paúnde foi mais longe ao dizer que as coisas não podem ser feitas segundo a vontade do líder da Renamo, porque o país tem leis.

Recorde-se que dos encontros entre Filipe Nyusi e Afonso Dhlakama resultou a ideia de a Renamo apresentar uma proposta formal à Assembleia da República de criação de regiões autónomas.

Esta foi a segunda proposta da Renamo depois de, na sequência das eleições de Outubro que considerou fraudulentas, o seu presidente Afonso Dhlakama ter defendido a criação de um Governo de gestão, que não foi aceite pela Frelimo.

XS
SM
MD
LG