Links de Acesso

Mali: Forças especiais libertam reféns em hotel de Bamako

  • Redacção VOA

Forças malianas ajudam um refém, 20 Novembro, 2015

Forças malianas ajudam um refém, 20 Novembro, 2015

Representante Eliot L. Engel, do Comité de Relações internacionais, diz que é preciso desmantelar grupos extremistas que exportam as suas ideologias violentas e matam civis inocentes.

As forças especiais do Mali libertaram todos os reféns de um hotel de Bamako invadido hoje por homens armados.

Todos os reféns estão agora nas mãos de autoridades civis, disse à imprensa o conselheiro ministerial Amadou Sangho.

Pelo menos 18 pessoas morreram após os homens armados terem invadido o hotel de luxo e feito 170 reféns, entre hóspedes e trabalhadores. Eles chegaram ao hotel num carro com matricula diplomática, informaram as autoridades da antiga colónia francesa.

As forças especiais terão abatido dois dos militantes durante a operação de libertação dos reféns.

O Comando Americano em África disse que entre os reféns estavam seis cidadãos americanos. Militares americanos ajudam na operação liderada pelas forças especiais do Mali e a França anunciou o envio de paramilitares especializados e em operações do género.

O repórter da VOA em Bamako disse antes que as forças malianas bloquearam todas as ruas que dão ao hotel invadido pelos militantes descritos como islamistas.

Informações iniciais indicaram que a invasão foi dirigida por quarto homens armados, que libertaram reféns que foram capazes de recitar o alcorão.

A agência Reuters disse que o Al-Mourabitoun, um grupo jihadista do norte do Mali, ligado ao al-Qaida, reivindicou o ataque, o que ainda não foi confirmado pelas autoridades locais.

O Mali tem combatido os rebeldes ligados ao al-Qaida por alguns anos.

O acto foi condenado pelo Representante Eliot L. Engel, do comité de relações internacionais, na Camara dos Representantes.

Engel considera o acto uma desgraça e compara com os ataques feitos esta semana em Yola e Kano, na Nigéria.

“Os ataques de hoje são um sinal de que muito trabalho deverá ser feito para desmantelar grupos extremistas que exportam as suas ideologias violentas e matam civis inocentes”, diz Engel.

XS
SM
MD
LG