Links de Acesso

FNLA projecta congresso de reconciliação em Janeiro

  • Manuel José

Activistas querem unificar o partido e avisam que Ngola Kabango e Lucas Ngonda deveriam deixar posições de liderança

Militantes da FNLA esperam que o partido ponha fim às divisões que o têm enfraquecido num congresso a realizar em Janeiro do próximo ano.

Esses militantes avisam que Lucas Ngonda e Ngola Kabango, que lideram facções diferentes do partido, poderão ter que dar lugar a novos dirigentes para garantir a unificação da FNLA.

“De 25 a 28 de Janeiro de 2015 realizar-se-á então esse tão esperado congresso que vai cimentar a unidade interna do partido", disse Fernando Gomes, um dos militantes envolvidos nos esforços de organização do congresso.

"Realizamos no mês passado o fórum que uniu pessoas com visões diferentes e avançamos com algumas propostas, para se acabar com os atritos que ainda se verificam no partido”, conta.

Gomes informou que vai ser criada a Comissão Preparatória do congresso que elegerá os órgãos de direcção da FNLA e advoga que “os dois protagonistas de toda esta desorganização interna do partido deviam tomar consciência de si próprios já que são a causa do conflito e deviam recuar para dar lugar a nova geração"

A FNLA está reduzida hoje a dois deputados na Assembleia Nacional.

XS
SM
MD
LG