Links de Acesso

Ex-director do FMI absolvido em escândalo sexual


A justiça francesa absolveu hoje, 12, o ex-director do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn da acusação de organizar orgias com prostitutas.

Strauss-Kahn era acusado de proxenetismo agravado e de ser o principal beneficiário e instigador de festas libertinas, que este ex-alto funcionário do FMI alegou não saber que se tratavam de prostitutas, embora as mulheres que participaram tenham assumido que eram e afirmado que não estavam a divertir-se.

O tribunal acabou por absolver Strauss-Khan de todas as acusações.

O julgamento por proxenetismo começou quatro anos depois do escândalo ocorrido, em 2011, num hotel em Nova Iorque, onde foi acusado de violar uma empregada da unidade hoteleira.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG