Links de Acesso

Ex-director do FMI absolvido em escândalo sexual


A justiça francesa absolveu hoje, 12, o ex-director do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn da acusação de organizar orgias com prostitutas.

Strauss-Kahn era acusado de proxenetismo agravado e de ser o principal beneficiário e instigador de festas libertinas, que este ex-alto funcionário do FMI alegou não saber que se tratavam de prostitutas, embora as mulheres que participaram tenham assumido que eram e afirmado que não estavam a divertir-se.

O tribunal acabou por absolver Strauss-Khan de todas as acusações.

O julgamento por proxenetismo começou quatro anos depois do escândalo ocorrido, em 2011, num hotel em Nova Iorque, onde foi acusado de violar uma empregada da unidade hoteleira.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG