Links de Acesso

FMI pede "drenagem" das empresas públicas em Cabo Verde

  • Redacção VOA

Chefe de missão do Fundo ao país revela tendência sde recuperação da economica.

O Fundo Monetário Internacional revelou nessa quarta-feira, 21, que aeconomia cabo-verdiana começa a dar sinais de recuperação, mas advertiu para a situação financeira das da empresas públicas que continua preocupante,

Ulrich Jacoby, que lidera a equipa técnica do Fundo Monetário Internacional (FMI), que terminou hoje uma missão arquipélago, voltou a reiterar a necessidade de o Governo da Praia reduzir uma dívida pública "muito alta" (126% do Produto Interno Bruto) que, nos últimos anos, combinada com os baixos índices de crescimento económico "deteriorou consideravelmente os rácios e aumentou "o risco financeiro do país.

Jacoby recomendou ainda uma solução que acabe com a “drenagem” de recursos do Orçamento do Estado para sustentar as empresas públicas, com destaque para a companhia aérea de bandeira, a TACV, embora aquele especialista alerte que os indicadores da dívida não revelam problemas, por agora.

O FMI, que vê a economia cabo-verdiana a dar “sinais de recuperação”, aponta uma taxa de crescimento este ano de 3,5 a quatro por cento, em vez dos sete anunciados pelo Governo.

Ulrich Jacoby defendeu também a flexibilização do mercado laboral, considerando o novo código do trabalho, que deverá entrar em vigor no próximo mês, "um passo na direção certa".

XS
SM
MD
LG