Links de Acesso

FMI diz que economia da Guiné-Bissau cresceu 4,8 por cento em 2015

  • Redacção VOA

Mercado de Bandim, Bissau

Mercado de Bandim, Bissau

Previsão semelhante para 2016.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) revelou nesta quinta-feira, 7, que a economia da Guiné-Bissau cresceu 4,8 por cento em 2015.

Em comunicado, o chefe de uma missão da FMI que terminou hoje uma visita a Bissau, Felix Fisher, disse que "a recuperação em curso da acividade económica e das exportações deverá continuar em 2016, com uma taxa de crescimento real do PIB projetacda em 4,8%".

A missão pretendeu avaliar a situação da Guiné-Bissau na sequência do empréstimo concedido ao país em 2015, no valor de 21 milhões de euros, para realizar reformas estruturais.

As conversações continuam em curso, mas, apesar das previsões de crescimento económico, o FMI detectou, no entanto, alguns pontos negativos, como a falta de progresso nas reformas estruturais, nomeadamente do sector bancário, e um relativo enfraquecimento do apoio dos parceiros ao desenvolvimento.

XS
SM
MD
LG