Links de Acesso

FMI aprova reajuste de preços de combustível em Moçambique

  • Redacção VOA

Filas em bomba de gasolina, Maputo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considera o reajuste de preços do combustível, anunciado pelo Governo moçambicano, na semana passada, como sendo "um passo importante" no processo da reforma no sector dos combustíveis.

O FMI explica em comunicado que que a subida dos preços dos combustíveis "visa eliminar um subsídio caro e muito ineficiente”.

No entender do FMI, os preços dos combustíveis em Moçambique têm estado geralmente abaixo do preço real do mercado e dos praticados nos países vizinhos.

O FMI recorda que isso resulta da introdução de um subsídio para compensar as gasolineiras pelo diferencial entre os preços regulados de venda ao público e os preços de importação destes produtos.

O FMI lembra igualmente que, além de muito caro, o subsídio ao combustível não protege com eficiência os mais pobres.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG