Links de Acesso

FAO desenvolve projectos no Sul de Angola para combater a seca

  • Redacção VOA

Uma experiência de criação de plantas que ajuda a reabilitação de terras está a ser implementada em comunidades das províncias de Benguela, Namibe e Huíla.

A experiência, que está a ser levada a cabo pela Organziação das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), visa conferir as comunidades ferramentas para enfrentar as alterações climáticas e por esta via combater os efeitos da seca na zona sul.

Bibala, Camucuio e Virei, no Namibe, Chongoroi, em Benguela, e Quilengues, interior da Huíla, são os municípios alvos da experiência.

O consultor técnico da FAO, Txaran Basterrechea, falou da experiência disse que estão a fazer experiências de criação de plantas para a reabilitação das plantas locais que são de benefício para as próprias comunidades.

"Por exemplo, o Moé é uma planta que todas as comunidades têm indicado como uma planta muito boa para a alimentação do gado, também estamos a trabalhar com a Moringa que é a chamada planta milagrosa do século XXI por ser muito nutritiva para o gado e que tem uma multifunções, a lucena, entre outras plantas”, afirmou Basterrechea.

A experiência em curso é apenas parte de um projecto global da FAO avaliado em 20 milhões de euros iniciado em 2014, que até 2018 prevê a criação de 70 escolas de campo nos cinco municípios citados e que devem integrar 30 famílias.

XS
SM
MD
LG