Links de Acesso

Falta de chuva compromete a produção agrícola em Nampula

  • Adina Sualehe

Foto de arquivo

Pesquisador Artur Afonso defende a adaptação às mudanças climáticas.

A queda irregular de chuvas na província moçambicana de Nampula ameaça a produtividade na campanha agrária 2016-2017, dizem as autoridades.

Reporta-se que as temperaturas permanecem altas e nalgumas regiões há culturas que não tiveram o crescimento devido a falta de chuva.

Na zona costeira, por exemplo, quase não chove. Alguns campos estão completamente secos e os camponeses temem que haja fome nos próximos tempos.

Os agricultores temem o pior. Alguns entrevistados pela VOA queixam-se de grandes prejuízos na produção, mas não estimam as quantidades.

Nampula planificou produzir cerca de 8.8 milhões de toneladas de culturas diversas, numa área de cerca de dois milhões de hectares, mas a dependência da chuva e a falta de infraestruturas de irrigação impedem o alcance do plano.

A província tem apenas a capacidade de irrigar dois mil hectares de área de produção.

Nampula é a província mais populosa de Moçambique, com 5.2 milhões de habitantes. A maioria depende da agricultura.

O governador provincial, Victor Borges, disse que a situação é preocupante. Borges entende que as instituições de ensino superior devem produzir conhecimento para ajudar a resolver.

Mas Artur Afonso, pesquisador ambiental e professor da Universidade Pedagógica em Nampula, alertou que é preciso que as pessoas se adaptarem às mudanças e introduzam culturas que resistem à seca.

E para isso acontecer, defendeu Afonso, deverão ser capitalizados projectos específicos.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG