Links de Acesso

Caso Falcone volta a ensombrar relações Paris-Luanda


Caso Falcone volta a ensombrar relações Paris-Luanda

Caso Falcone volta a ensombrar relações Paris-Luanda

O jornal francês “Le Monde” se refere-se a este caso como “um problema estratégico"

19 Jan 2011 - O caso do chamado AngolaGate recomeçou a ser julgado, quarta-feira, num tribunal de Paris, envolvendo a controversa figura de Pierre Falcone, de nacionalidade angolana, acusado pela justiça francesa de tráfico de armas, de branqueamento de capitais e de fraude fiscal.

Este processo, a que o jornal francês “Le Monde” se refere como “um problema estratégico,” preocupa as autoridades francesas “que não querem melindrar” o Estado angolano, dada a importância das reservas petrolíferas daquele país africano.

À ribalta voltaram outros nomes conhecidos da cena politica francesa: Charles Pasqua, antigo ministro do Interior de França e candidato presidencial; e Jean-Christophe Mitterrand, filho do antigo presidente François Mitterrand.

O processo regressou aos tribunais, após as condenações de Pasqua e 20 outros arguidos, em resultado do recurso que interpuseram no Tribunal da Relação.

Pasqua foi condenado por aceitar subornos sobre contratos de 800 milhões de dólares para a venda de armas a Angola.

Os dois principais protagonistas, Pierre Falcone e Arkady Gaydamak, foram condenados a seis anos de prisão. Falcone recorreu da sentença, mas Gaydamak vive em Israel, fugido á justiça francesa.

XS
SM
MD
LG