Links de Acesso

Moçambique: Seis mil somalis e etíopes abandonam campo de refugiados


Moçambique: Seis mil somalis e etíopes abandonam campo de refugiados

Moçambique: Seis mil somalis e etíopes abandonam campo de refugiados

Estima-se que mais de seis mil Somalis e Etíopes tenham fugido do Centro de Refugiados de Maratane, o único que acolhe os requerentes de asilo político em Moçambique.

17 Jan 2011 - As autoridades locais do Centro de Refugiados de Maratane, disseram que os seis mil somalis e etíopes de 10 a 30 anos de idade, permanecem dois a três dias no centro pretendendo ser requerentes de asilo. De acordo com um relatório apresentado ao vice-ministro do Interior, José Mandra, que hoje visitou aquele centro para se inteirar dos últimos acontecimentos, refere que os etíopes e somalis disfarçam-se de refugiados para escaparem ao controlo das autoridades policiais e poderem depois chegar ao seu verdadeiro destino que se supõe seja a África do Sul.

José Mandra, disse desconhecer as razoes da evasão dos refugiados do Centro de Maratane, uma vez terem todas as condições necessárias para o seu acolhimento, nomeadamente, comida, alojamento, cuidados de saúde, e tudo aquilo que é preconizado para o atendimento de refugiados ao nível internacional.

A VOA, conversou com alguns refugiados no Centro de Maratane. Eles clamam por melhores condições e dizem que falta a comida, que o alojamento é mau e também de mau atendimento no centro de saúde local. Estas, segundo eles são os prováveis motivos da fuga dos refugiados do centro.

Actualmente, estima-se que mais de seis mil refugiados residam no Centro de Refugiados de Maratane. Só de 1 a 16 de Janeiro corrente, teriam dado entrada 2.084 refugiados. O Faizal Ibramugy tem os pormenores.

XS
SM
MD
LG