Links de Acesso

Exposição "Projecto Inbondeiro" queixa-se de sabotagem

  • Pedro Dias

Exposição Projecto Inbondeiro Baobab

Quadros do "Projecto Imbondeiro" do artista plástico angolano Hildebrando de Melo estiveram expostos no Salão de Exposição Internacional da UNAP

Vinte e quatro quadros do Projecto Imbondeiro Baobab do artista plástico angolano Hildebrando de Melo estiveram expostos no Salão de Exposição Internacional da UNAP – União Nacional dos Artistas Plásticos em Luanda de 24 de Outubro a 7 de Novembro.

Mas para que acontecesse a exposição ela teve que ser forçada a “ferro e fogo” pelo artista. Na tentativa de colocar os quadros no Salão da Unap, o corpo de segurança impediu Hildebrando de assim o fazer, com cenas de pugilato. As explicações eram confusas, sem sentido.

O artista plástico queixa-se do sistema político vigente no país “fui sabotado por gente que está na Presidência da República que não gosta de ouvir certas coisas”.

Para a manutenção do poder político em Angola, tudo de podre, de mau é válido no jogo sujo, desde a corrupção, a bajulação, a sabotagem. Segundo o catálogo de apresentação da exposição “ a governação descobriu o livro As 48 Leis do Poder, as pessoas más que estão nos ministérios, nas empresas estatais diriam a Nicolau Maquiavel: Tú Nicolau, passas a ser nosso, aluno, ponto final”.

A amostra dos quadros, retrata a árvore do imbondeiro como simbologia do homem africano forte e robusto, mas também como uma chamada de atenção à todos nós para a defesa da vida dos imbondeiros que estão a ser atropelados pelo betão, pela força da construção de novas centralidades ou projectos habitacionais em Angola.

De 36 anos de idade, Hildebrando de Melo é natural do Bailundo – Huambo e participou em seminários com curadores estrangeiros de países como África do Sul, Estados Unidos da América e Alemanha.

É autor de várias exposições individuais e participações em muitas amostras colectivas feitas em países como Angola, Portugal, Inglaterra, Alemanha e Estados unidos da América.

Vencedor do Prémio Ensarte/204, na categoria “Juventude”, é igualmente detentor de um galardão do concurso “Sona Desenhos na Areia” da empresa norueguesa do ramo dos petróleos Nos Hydro.

Hildebrando de Melo tem ainda a Menção Honrosa do Prémio Ensarte/2014.

XS
SM
MD
LG