Links de Acesso

Exército do Quénia bombardeia base al-Shabab em resposta ao ataque à universidade


Elementos da Cruz Vermelha apoiam uma mulher após ela identificar o corpo de um familiar, vítima do ataque à universidade

Elementos da Cruz Vermelha apoiam uma mulher após ela identificar o corpo de um familiar, vítima do ataque à universidade

A força aérea queniana bombardeou nas últimas horas duas bases das milícias Al-Shabab na Somália em retaliação pelo ataque dos islamitas à Universidade de Garissa, que na passada Quinta-feira, 2 de Abril, causou 148 mortos entre estudantes e funcionários daquele estabelecimento no nordeste do Quénia.

Um porta-voz do governo de Nairobi garantiu que as imagens aéreas mostram "que ambos os campos ficaram totalmente destruídos".

Entretanto, um dirigente das milícias, o xeque Abdiasis Abu Musab, declarou à Reuters que os aviões quenianos falharam os alvos e as bombas "caíram em terrenos agrícolas".

As duas bases das milícias islamitas somalis situam-se na região de Gedo, de difícil acesso e sem possibilidade de contacto com as populações locais, o que torna impossível qualquer confirmação independente do sucedido.

XS
SM
MD
LG