Links de Acesso

Activistas debatem exclusão, desigualdade e marginalização em África

  • Coque Mukuta

Activistas de países africanos debatem esta semana na África do Sul a exclusão, desigualdade e marginalização nos respectivos países.

São 37 participantes de Angola, Botswana, República Democrática do Congo, Lesotho, Malawi, Mozambique, Namibia África do Sul, Tanzânia, Swaziland e Zimbabwe e todos reconhecem que a exclusão, desigualdade e marginalização são processos que deixam marcas nas sociedades e que tardam em entrar na agenda pública.

Clara Lungu , do Malawi, destaca os grupos exclusivos e marginalizados no seu país e revela que se “está a aprimorar as técnicas para ajudar”.

Já Agness Kasongo, da Zâmbia, destaca as dificuldades que enfrenta para ajudar as diversas comunidades excluídas.

“Trabalho em advocacia e faço lobbies junto do Governo para ajudar os excluídos”, enquantoBazilia, da Namibia, afirma que o seu país não foge à realidade e que existem muitas comunidades vítimas da exclusão.

O debate sobre exclusão, desigualdade e marginalização em África acontece desde domingo na África do Sul e é organizado pela Osisa.

XS
SM
MD
LG