Links de Acesso

Exame Nacional do Ensino Médio ocorre neste fim de semana no Brasil


A prova é o principal exame vestibular do país

A prova é o principal exame vestibular do país

Bárbara Ferreira Santos

Mais de 7,7 milhões de estudantes brasileiros devem fazer neste fim de semana o Exame Nacional do Ensino Médio. Para completar a principal prova do país, os candidatos vão participar de uma espécie de maratona. Isso porque no sábado são 4h30 de provas e, no domingo, dia da temida redação do exame, são 5h30 de testes

O Exame Nacional do Ensino Médio, chamado de Enem, é hoje o principal exame vestibular do país. A nota da prova é usada para o ingresso em universidades públicas e privadas no Brasil - e também no exterior.

O exame dá acesso a pelo menos seis instituições em Portugal, que possuem parceria com o órgão que administra o exame, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep, para checar a autenticidade das notas dos alunos.

A prova permite que estudantes brasileiros se candidatem para a Universidade de Coimbra, de Algarve, da Beira Interior e Aveiro, e para os Institutos Politécnicos de Beja e do Porto.

Entre os candidatos deste ano, há mais de 7 mil grávidas e 1.492 idosos. Cerca de 867 mil brasileiros também vão usar a prova para obter o diploma de conclusão do ensino médio.

Para atender a tantos candidatos, o Inep montou uma força de segurança, que conta com as forças armadas, forças policiais e os correios. Isso porque em 2009, quando o atual formato da prova começou a vigorar, houve vazamento de questões. Desde então, o sistema de distribuição se aprimorou, segundo o presidente do órgão, Chico Soares.

“O processo hoje é muito seguro. A gráfica onde são impressos (os cadernos) é uma gráfica certificada, com 400 câmeras. As provas ficam armazenadas nas forças armadas. Os malotes não são abertos até que todos os alunos estejam nos locais de prova. Temos detectores de metais em todos os locais de prova. Ou seja, temos todo um esquema de segurança que se mostrou efetivo.”

Neste ano, ocorreram alterações no processo de inscrição do exame. Os cartões de confirmação de cadastro foram distribuídos pela primeira vez apenas pela internet. Até as 9 horas da manhã desta sexta-feira, horário de Brasília, 1,2 milhão de alunos ainda não haviam aberto o cartão de confirmação na internet, como explica Chico Soares.

“Esse numero indica que vamos ter uma abstenção menor do que no ano passado e que em outros concursos públicos. Os alunos se inscreviam em anos anteriores e um número grande não comparecia. Neste ano, quem está inscrito tem um interesse maior."

O número total de inscritos neste ano foi menor em relação ao ano passado. Em 2014, 9,5 milhões de estudantes se inscreveram contra 7,7 milhões neste ano.

Alguns locais de prova de prova foram alterados pelo Ministério da Educação a menos de uma semana para o exame. Cerca de 3.528 estudantes tiveram o local de prova alterado e foram comunicados por e-mail, SMS e telefonemas.

O Inep afirma que colocará faixas nos locais inicialmente indicados informando a transferência.

Neste ano, serão mais de 211 mil locais de prova e todos terão detectores de metais, inclusive na entrada dos banheiros.

XS
SM
MD
LG