Links de Acesso

Ex-primeira-dama da Costa do Marfim condenada a 20 anos de prisão


Simone Gbagbo

Simone Gbagbo

A ex-primeira-dama da Costa do Marfim, Simone Gbagbo, foi condenada hoje a uma pena de 20 anos de prisão pelo seu papel na crise pós-eleitoral de 2010-2011 que provocou mais de 3.000 mortos. O Ministério Público tinha pedido dez anos de cadeia.

Mais de 3.000 pessoas foram mortas entre Dezembro de 2010 e Maio de 2011 nos confrontos entre apoiantes do Presidente, Laurent Gbagbo, que recusou aceitar a vitória nas presidenciais do seu rival, Alassane Ouattara, actual chefe de Estado. Gbagbo foi acusada de formar grupos armados em Abobo, uma divisão administrativa de Abidjan onde era deputada, cujos membros erigiram barricadas e participaram num movimento de insurreição.

Simone Gbagbo, 65 anos, era apelidada "dama de ferro" quando o marido estava no poder.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG