Links de Acesso

Ex-Presidente Egípcio condenado por desvio de fundos


Mubarak assistiu enjaulado ao julgamento

Um tribunal egípcio condenou o ex-Presidente Hosni Mubarak a três anos de prisão por desvio de fundos públicos.

O ex-Presidente que assistiu ao julgamento dentro de uma jaula viu também os seus dois filhos serem condenados a quatro anos de prisão sob as mesmas acusações.

Os três Mubaraks foram condenados por desvio de milhões de dólares de fundos do Estado, para renovação e manutenção de palácios presidenciais, e de gastarem também melhorias de residências privadas da família.

Foram também multados em 3000 mil dólares e condenados a reembolsar o Tesouro do Estado em cerca de 18 milhões.

Este caso foi um de dois instaurados a Mubarak, que foi deposto em 2011.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG