Links de Acesso

Evaristo Carvalho, virtual vencedor da eleição presidencial em São Tomé e Príncipe

  • Redacção VOA

Evaristo Carvalho

Evaristo Carvalho

Presidente do Supremo Tribunal de Justiça diz que, com a desistência de Pinto da Costa, há um só candidato.

O candidato presidencial apoiado pelo partido no poder em São Tomé e Príncipe Evaristo de Carvalho vai concorrer sozinho à segunda volta da eleição presidencial marcada para o 7 de Agosto.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 25, pelo presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

“A segunda volta é uma realidade, está confirmada e na circunstância dessa desistência não há hipótese de chamar outro candidato para concorrer e fazer uma dupla, e teremos nesse caso apenas um candidato”, explicou José Bandeira, em referência ao abandono de Manuel Pinto da Costa, segundo candidato mais votado a 17 de Julho.

Antes, em conferência de imprensa no Palácio do Morro da Trindade, nesta segunda-feira, 25, Manuel Pinto da Costa anunciou que não concorrer à sua volta porque "participar num processo eleitoral tão viciado seria caucioná-lo".

"Não o faço como candidato e muito menos como Presidente da República", garantiu Pinto da Costa numa declaração lida, na qual consdera que, com a actual Comissão Eleitoral Nacional (CEN) e as estruturas de fiscalização, novas eleições “não serão livres nem transparentes e muito menos justas”.

Na eleição de 17 de Julho, o candidato apoiado pelo partido no poder Evaristo Carvalho foi declarado vencedor, tendo feito a sua declaração de vitória, juntamente com o primeiro-ministro Patrice Trovoada.

Entretanto, depois da votação numa localidade na quarta-feira, que tinha boicotado a eleição de domingo, e a contagem dos votos na emigração, a CEN concluiu que Carvalho não ganhou e que haverá uma segunda volta ente ele e Pinto da Costa.

A terceira candidata, Maria das Neves, pediu a anulação da eleição presidencial.

XS
SM
MD
LG