Links de Acesso

EUA vão desembolsar 1,2 mil milhões de dólares a Moçambique até 2018

  • Redacção VOA

 Douglas Griffiths, embaixador dos EUA em Maputo

Douglas Griffiths, embaixador dos EUA em Maputo

Acordo assinado hoje vai beneficiar sectores da saúde, educação, ambiente e democracia.

Os governos dos Estados Unidos e de Moçambique assinaram nesta quarta-feira, em Maputo, um acordo que vai permitir a Maputo receber, até 2018, cerca de 1, 2 mil milhões de dólares para programas nos sectores da saúde, educação, ambiente e democracia.

A ajuda americana visa financiar iniciativas principalmente nas zonas rurais.

"A nossa parceria está cada vez mais sólida", assegurou o embaixador americano em Maputo Douglas Griffiths, que, na ocasião, lembrou que os Estados Unidos são "o maior doador bilateral" de Moçambique, com mais de 5,8 mil milhões de dólares desde 1984.

O diplomata americano que assinou o documento juntamente com o ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação de Moçambique Oldemiro Baloi, disse estar orgulhoso dos “cerca de 30 anos a contribuir para o desenvolvimento de Moçambique e queremos melhorar o nosso apoio".

Por seu lado, Baloi destacou o reforço da diplomacia económica entre Washington e Maputo e reiterou que este financiamento simboliza que os Estados Unidos da América são um parceiro "importante e consistente" no processo de consolidação da paz e do desenvolvimento.

O acordo prevê que 166 milhões de dólares se destinem à luta contra a Sida.

No quadro da estratégia de apoio a Moçambique, os Estados Unidos vão desembolsar cerca de 104 milhões de dólares para melhorar o ensino básico no país e 15 milhões de dólares para apoiar a Reserva Nacional de Niassa.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG