Links de Acesso

EUA, Reino Unido e França unidos para encontrar as meninas sequestradas na Nigéria


Abubakar Shekau, ao centro, é o líder do Boko Haram

Abubakar Shekau, ao centro, é o líder do Boko Haram

Os Estados Unidos enviaram nas últimas horas uma equipa de peritos, militares e civis, para ajudar as autoridades da Nigéria a localizar o paradeiro de cerca de 300 jovens sequestradas em Abril pelo Boko Haram, grupo radical islamista que o Presidente norte-americano, Barack Obama, descreveu como “uma das piores organizações terroristas regionais”.

A equipa destacada por Washington inclui militares e investigadores especializados em recolha de informações e negociações em casos de sequestro, oficiais de ligação e peritos em apoio a vítimas.

O Governo inglês também se ofereceu para ajudar a Nigéria a localizar as jovens levadas a 15 de Abril de uma escola secundária em Chibok, zona remota no nordeste da Nigéria. De Paris, o Presidente francês François Hollande assegurou hoje, 7, que também "fará tudo o que puder para ajudar a Nigéria" a "encontrar" as raparigas. Um seu porta-voz classificou o rapto de crianças e adolescentes como "um dos mais atrozes actos de terrorismo".
XS
SM
MD
LG