Links de Acesso

EUA: Um morto e vários detidos em acção do FBI contra manifestantes armados


Ammon Bundy no escritório Reserva Nacional de Vida Selvagem Malheur, no Oregon, Jan. 22, 2016.

Ammon Bundy no escritório Reserva Nacional de Vida Selvagem Malheur, no Oregon, Jan. 22, 2016.

Um manifestante foi morto a tiro e outros oito foram presos na Terça-feira, 26, quando as forças de segurança dos Estados Unidos enfrentaram os membros de um grupo armado que há um mês ocupava uma reserva natural federal no Estado de Oregon, disseram activistas e autoridades.

O FBI disse que os tiros foram disparados depois da polícia interceptar o carro que transportava o líder dos manifestantes, Ammon Bundy, e outras pessoas perto da Reserva Nacional de Vida Selvagem Malheur. Os activistas disseram que Robert LaVoy Finicum, um rancheiro que actuava como porta-voz do grupo, foi morto.

Na terça-feira à noite, agentes do FBI estabeleciam um perímetro de segurança em torno do refúgio natural, onde algumas pessoas ainda resistiam e continuavam a protestar contra o controle federal de grandes áreas dos EUA, disse um agente policial à Reuters.

Um dos ocupantes que continua no local, Jason Patrick, disse à Reuters por telefone que eles iriam permanecer até a “reparação das queixas”.

“Ouvi sobre uma ‘resolução pacífica’ por semanas e agora tem um caubói que era meu amigo e está morto – então preparem-se para a resolução pacífica”, disse Patrick.

A ocupação da reserva de Malheur começou em 2 de Janeiro e foi uma intensificação da chamada Rebelião Sagebrush, um conflito de décadas em torno do controle federal sobre milhões de hectares de território no oeste dos EUA. Os manifestantes alegam defender a constituição.

As autoridades federais afirmaram ter razões plausíveis para prender Finicum, que disse neste mês ao canal NBC News preferir morrer a ser preso.

O líder dos manifestantes, Ammon Bundy, e outros membros veteranos do grupo foram detidos após o confronto ocorrido ao longo da estrada 395, perto da reserva no Oregon, por volta das 4h25 no horário local, disse o FBI.

Reuters
(Reportagem de Curtis Skinner, em São Francisco, e Dan Whitcomb, em Los Angeles; Reportagem adicional de Julia Edwards, em Washington, Jonathan Allen, em Nova York, e Victoria Cavaliere, em Los Angeles)
XS
SM
MD
LG