Links de Acesso

EUA com primeiro caso de Ébola


Thomas Frieden, Director do CDC

Thomas Frieden, Director do CDC

Director do Centro de Prevenção e Controle de Doenças Thomas Frieden garante que as autoridades vão controlar a situação.

Os Estados Unidos registaram o primeiro caso de Ébola importado por uma pessoa que visitou a família na Libéria, segundo revelou o Centro de Prevenção e Controle de Doenças(CDC, na sigla em inglês). "Até onde sabemos, este é o primeiro paciente diagnosticado (com Ébola) fora de África", declarou a jornalistas o director do CDC, Tom Frieden.

"Não tenho dúvidas de que iremos controlar essa importação, ou esse caso de Ébola, de forma a que não se dissemine amplamente neste país", acrescentou Frieden, que informou que o homem infectado se encontra criticamente doente.

Frieden garantiu haver "risco zero" de que qualquer pessoa tenha sido infectada no voo que trouxe o homem para os Estados Unidos porque ele não embarcou com os sintomas. Além disso, frisou, as autoridades americanas vão controlar a doença.

O director do CDC advertiu que algumas pessoas, nomeadamente familiares, tiveram contacto com o doente e garantiu que elas vão ser monitoradas para o caso do surgimento de sintomas.

O homem, cuja nacionalidade não foi divulgada, começou a ter os sintomas a 24 de Setembro e procurou um médico dois dias depois. Ele foi internado no dia 28 em Dallas, sob isolamento. A infecção com Ébola foi confirmada por testes realizados por dois laboratórios.

"Ele foi contaminado na Libéria", disse o porta-voz, acrescentando que não se trata de um funcionário da área de Saúde. A informação foi confirmada pelo Hospital Presbiteriano de Dallas, que anunciou ter colocado uma pessoa em situação de total isolamento com base em "sintomas e num histórico recente de viagens".

XS
SM
MD
LG