Links de Acesso

EUA condenam prisões da oposição na Turquia

  • Redacção VOA

Manifestantes curdos com uma foto do líder do Partido Popular Democrático Selahattin Demirtas

Os Estados Unidos juntaram-se a outros países incluindo a França, Alemanha e Grã-Bretanha e as Nações Unidas expressando preocupação pela prisão de políticos pró curdos e por limitações de acesso à internet.

A polícia turca deteve dezenas de membros do parlamento do Partido Popular Democrático, o terceiro maior partido político do país e considerado pró curdo.

Entre os presos contam-se os dois líderes do partido Selahattin Demirtas e Figen Yuksekdag.

O vice-secretário de estado americano Anthony Blinken telefonou ao seu homologo turco para expressar a profunda preocupação americana e para pedir ao governo turco para reforçar a confiança publica no primado da lei. Blinken manifestou também preocupação pelas limitações impostas de acesso ás redes sociais.

O ministro da justiça turco defendeu as detenções afirmando que estão de acordo com a lei turca.

XS
SM
MD
LG