Links de Acesso

EUA acreditam que líder do Estado Islâmico está vivo e fugiu de Mossul

  • Redacção VOA

Grupo terrorista pretende se retirar para o vale do Eufrates

O líder do Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Bagdadi, "está vivo" e "fugiu de Mossul" antes da chegada das tropas iraquianas, confirmou o Governo americano na noite de quarta-feira, 8.

Um responsável do departamento de Defesa revelou à imprensa, sob anonimato, que o líder do Estado Islâmico "provavelmente não exerce qualquer influência táctica sobre a batalha" contra as forças iraquianas em Mossul.

"Provavelmente deu orientações estratégicas" a seus comandantes militares, mas os encarregou de liderar a batalha.

O Comando de Operações Especiais dos Estados Unidos (SOCOM) e os serviços de Inteligência americanos seguem o rastro de Al Bagdadi, como fizeram com o líder da Al-Qaeda Osama bin Laden.

Segundo um oficial americano, o Estado Islâmico pretende se retirar para o vale do Eufrates, situado entre o Iraque e a Síria, quando for expulso dos seus bastiões de Mossul e Raqa.

"Não acredito que renunciaram" a manter territórios e seguir formando seu "califado", explicou o oficial.

"Têm planos para seguir operando como um pseudo-Estado centrado no vale do Eufrates" quando perderem o controlo de Mossul, no Iraque, e de Raqa, na Síria.

O grupo terrorista está muito debilitado, após mais de dois anos e meio da campanha internacional contra o grupo, e a vitória das forças iraquianas em Mossul é quase certa, segundo especialistas americanos.

XS
SM
MD
LG